Segurança para o período de até 10 mil anos

Testar as piores situações possíveis para o período projetado de até dez milênios: esse foi o objetivo da Gerdau com a elaboração de um modelo reduzido das duas centrais hidrelétricas que está construindo no Sudoeste de Goiás

Testar as piores situações possíveis para o período projetado de até dez milênios: esse foi o objetivo da Gerdau com a elaboração de um modelo reduzido das duas centrais hidrelétricas que está construindo no Sudoeste de Goiás, nas cidades de Cassu e Cachoeira Alta, ao longo do Rio Claro. Resultado de investimento de R$ 800 mil da empresa, o modelo é uma espécie de maquete das usinas que replica com exatidão todas as condições geográficas, topográficas e hidrológicas da região das obras.
 
Os técnicos do Centro Tecnológico de Hidráulica da Universidade de São Paulo, responsável pelo estudo, simularam as maiores cheias que, estatisticamente, podem ocorrer em um período de 10 mil anos. Com o modelo foi possível testar diversas variáveis físicas (pressão da água em relação à rocha, velocidade e tendências de carregamento de sedimentos pelo rio, por exemplo), o que não seria possível apenas com fórmulas matemáticas. Como resultado dos testes, foram feitas alterações nos projetos das usinas, como forma de otimizar a produtividade e segurança da obra. O Complexo Hidrelétrico deve começar a funcionar em 2010 e vai produzir 155 megawatts.
Sobre a Gerdau
 
A Gerdau é líder na produção de aços longos nas Américas e uma das maiores fornecedoras de aços longos especiais no mundo. Possui presença industrial em 14 países, com operações nas Américas, na Europa e na Ásia, as quais somam uma capacidade instalada superior a 20 milhões de toneladas de aço. É a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, por ano, cerca de 16 milhões de toneladas de sucata em aço. Com mais de 140 mil acionistas, as empresas de capital aberto da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (Bovespa: GGBR4, GGBR3, GOAU4, GOAU3 e AVIL3), Nova Iorque (Nyse: GNA, GGB), Toronto (GNA: TO), Madri (Latibex: XGGB) e Lima (BVL: SIDERC1).
 
Assessoria de Imprensa – (51) 3323-2170
imprensa@gerdau.com.br
www.gerdau.com
 
Quinta-feira, 9 de julho de 2009.
 
 
« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail