Maior demanda por aço aumenta receita líquida da Gerdau para R$ 8,4 bilhões

Press Release

- Vendas físicas consolidadas alcançam 4,7 milhões de toneladas, uma expansão de 16% sobre o primeiro trimestre de 2010.
 
- Produção consolidada de aço apresenta evolução de 9% perante os primeiros três meses de 2010, chegando a 4,7 milhões de toneladas. 
 
- Gerdau anuncia investimentos de R$ 718 milhões no Estado de São Paulo para atender a expansão da indústria automotiva e da construção civil. Nos Estados Unidos, investirá R$ 560 milhões na ampliação da produção de aços especiais, voltados para os mercados automotivo e industrial.
 
A maior demanda por aço impulsionou o crescimento da receita líquida da Gerdau no primeiro trimestre de 2011 para R$ 8,4 bilhões, uma expansão de 18% frente ao mesmo período do ano anterior. Esse bom desempenho reflete o aumento de 16% nas vendas físicas consolidadas, as quais alcançaram 4,7 milhões de toneladas. A produção consolidada de aço, por sua vez, cresceu 9% sobre o mesmo período do ano anterior e atingiu 4,7 milhões de toneladas.
 
A expressiva pressão dos custos das matérias-primas impactou a geração de caixa operacional (EBITDA) consolidada, de R$ 1,1 bilhão no 1º trimestre, que apresentou decréscimo de 21% em relação ao mesmo período do ano anterior. Entretanto, na comparação com o quarto trimestre de 2010, a geração de caixa operacional apresentou 35% de crescimento. O lucro líquido alcançou R$ 409 milhões no primeiro trimestre, o qual teve uma redução de 29% considerando o mesmo período do ano anterior. Já na comparação com o período de outubro a dezembro de 2010, a redução do lucro líquido (3%) ocorreu devido ao fato do quarto trimestre do ano passado conter ganhos não recorrentes.
 
“O primeiro trimestre apresentou o melhor desempenho em vendas físicas desde o final de 2008, quando teve início a crise econômica mundial. Confirmamos, portanto, a expectativa divulgada anteriormente de um início de ano positivo, com recuperação de margens, em um cenário de crescimento de custos. Para o segundo trimestre, os sinais nos países em que atuamos apontam para manutenção, com tendência de melhora, dos patamares de demanda registrados até o momento.
 
Continuaremos investindo na expansão de nossas atuais operações de forma a responder ao crescimento dos mercados, com agilidade e flexibilidade. Nesse sentido, destacam-se as decisões de investir R$ 718 milhões no Brasil, no Estado de São Paulo, para atender a contínua expansão da demanda da indústria automotiva e da construção civil. Adicionalmente, mais R$ 560 milhões serão investidos em nossas várias unidades de aços especiais nos Estados Unidos para suprir nossos clientes, frente ao crescimento dos mercados automotivo e industrial da América do Norte”, afirma o diretor-presidente (CEO) da Gerdau, André B. Gerdau Johannpeter.
 
Durante o primeiro trimestre, houve crescimento das vendas físicas em todas as operações da Gerdau. No Brasil (exceto unidades produtoras de aços especiais), foi vendido 1,7 milhão de toneladas, o que representa 11% de aumento em comparação com o mesmo período no ano anterior. Desse total, 1,2 milhão de toneladas foi direcionado para o mercado interno, volume 2% superior frente aos três primeiros meses de 2010. Na comparação com o quarto trimestre, as vendas para o mercado interno apresentaram evolução de 9%. Em relação às exportações a partir do Brasil, de 526 mil toneladas, houve 40% de aumento frente ao primeiro trimestre de 2010 – desempenho influenciado pela venda de produtos para a região asiática.
 
A operação no Canadá e nos Estados Unidos (exceto unidades produtoras de aços especiais), apresentou 22% de acréscimo nas vendas físicas devido à maior demanda da indústria e do setor de energia, chegando a 1,6 milhão de toneladas. As unidades nos países da América Latina (exceto Brasil) somaram 638 mil toneladas de produtos comercializados, cujos destaques foram os mercados do Chile e da Argentina, totalizando 17% de aumento sobre o mesmo período de 2010.
 
A Operação de Negócio Aços Especiais (inclui unidades no Brasil, Estados Unidos e Espanha) comercializou 732 mil toneladas, um incremento de 15% sobre o primeiro trimestre do ano anterior em razão da forte recuperação do setor automotivo nos Estados Unidos e da melhora dos volumes de exportação a partir da Espanha para outros países da Europa.
 
Gerdau anuncia investimentos no Brasil e nos Estados Unidos
 
Frente à continuidade do crescimento do mercado brasileiro da construção civil e da indústria automotiva, a Gerdau comunica que irá investir R$ 718 milhões até 2013 no Estado de São Paulo. Os recursos serão destinados para a expansão da usina de aços especiais de Pindamonhangaba e a melhoria da usina de Araçariguama, assim como para a instalação de uma nova fábrica de produtos prontos para o uso na construção civil também em Pindamonhangaba.
 
O pacote de investimentos programados para São Paulo envolve a instalação de um novo laminador de aços especiais na usina de Pindamonhangaba, com capacidade instalada anual de cerca de 500 mil toneladas de barras redondas. Com isso, a capacidade instalada anual da usina, que destina cerca de 80% de seus produtos para o mercado automotivo, crescerá das atuais 700 mil toneladas de laminados para 1,2 milhão de toneladas. O novo equipamento iniciará suas operações em 2012 e terá como foco o atendimento do mercado brasileiro.
 
Também será construída, na cidade de Pindamonhangaba, uma nova fábrica de produtos prontos para o uso na construção civil – telas para concreto, malhas, telas para tubos, telas para colunas, telas especiais e treliças –, que aumentam a agilidade e reduzem os custos das obras. O novo empreendimento tem sua conclusão prevista para 2013. Os produtos prontos para o uso utilizarão como matéria-prima o aço Gerdau proveniente das usinas de aços longos da Companhia.
 
Além disso, haverá investimentos em melhorias no laminador da usina de Araçariguama, proporcionando ganhos de produtividade para toda a cadeia de negócios. A iniciativa compreende a instalação de uma nova linha de vergalhões GG-50 em rolos, cuja entrada em operação ocorrerá em 2012.
 
Deverão ser gerados aproximadamente 2,6 mil novos empregos, sendo 330 novos postos de trabalho diretos, 1.480 indiretos na cadeia produtiva e 780 vagas temporárias no pico das obras.
Nos Estados Unidos, serão investidos, até 2014, R$ 560 milhões para o aumento da capacidade instalada de aço, laminados e acabamento nas usinas produtoras de aços especiais, localizadas em Monroe (Michigan), Fort Smith (Arkansas), Jackson (Michigan) e St Paul (Minnesota). Para atender a expansão do mercado automotivo e industrial no país, a capacidade instalada anual de aços especiais crescerá em 400 mil toneladas até 2014. O montante de R$ 560 milhões é adicional aos investimentos anunciados no final de 2010 para expansão da capacidade instalada da unidade de Monroe em aproximadamente 200 mil toneladas.
 
A Companhia também informa que deu início a novos estudos técnicos para a instalação de duas novas usinas no Brasil, uma na região Norte-Nordeste e outra no Centro-Oeste. Cada um dos empreendimentos terá capacidade instalada anual de aço entre 500 e 700 mil toneladas para atender a construção civil e a indústria. Além disso, está em estudos a implantação de um novo laminador na região Sul do País, com capacidade instalada de 600 mil toneladas por ano.
 
Na América do Norte, está em estudos a construção de uma nova usina de aços especiais, com capacidade instalada entre 700 e 800 mil toneladas para o atendimento das demandas da região.
Durante o primeiro trimestre, a Gerdau investiu R$ 333 milhões em ativo imobilizado, sendo que 73% foram destinados para o Brasil e 27% para os demais países. Conforme divulgado anteriormente, estão programados investimentos de R$ 10,8 bilhões para o período 2011-2015, dos quais aproximadamente 75% serão direcionados ao Brasil e 25% para as unidades nos demais países. Os investimentos em estudos mencionados anteriormente não fazem parte do montante de R$ 10,8 bilhões.
 
Gerdau realiza oferta pública de ações com sucesso
 
A Gerdau concluiu, com sucesso, a oferta global das ações da Gerdau S.A. no valor de R$ 5 bilhões. A operação envolveu a oferta primária de ações ordinárias e preferenciais da Gerdau S.A., no valor de R$ 3,7 bilhões, e a oferta secundária de ações preferenciais da Gerdau S.A. em poder da Metalúrgica Gerdau S.A. e da Gerdau BG Participações S.A., no montante de R$ 1,3 bilhão. A oferta primária compreendeu a emissão de 68,03 milhões de ações ordinárias da Gerdau S.A., cujo valor unitário foi de R$ 15,60, e 134,83 milhões de ações preferenciais da Gerdau S.A., ao valor unitário de R$ 19,25. A oferta secundária envolveu a venda de 69 milhões de ações preferenciais, ao mesmo preço de emissão da Gerdau S.A.
 
Entretanto, o valor final da oferta pública de ações será anunciado após a conclusão do período para exercício do lote suplementar, o qual poderá se estender até 12 de maio.
Em 18 de abril de 2011, foi realizada a liquidação financeira da oferta de distribuição pública primária e secundária de ações, com ingresso líquido de recursos de R$ 3,6 bilhões no caixa da Companhia. Desse montante, R$ 2,1 bilhões já foram utilizados para a antecipação do pagamento de dívida, em 21 de abril.
 
Pagamento de dividendos ocorrerá no dia 27 de maio
 
No dia 27 de maio, as empresas de capital aberto Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. pagarão dividendos relativos ao primeiro trimestre do ano. Os acionistas da Gerdau S.A. receberão R$ 102 milhões (R$ 0,06 por ação), e os da Metalúrgica Gerdau S.A., R$ 41 milhões (R$ 0,10 por ação).

Sobre a Gerdau
A Gerdau é líder na produção de aços longos nas Américas e uma das maiores fornecedoras de aços longos especiais no mundo. Possui mais de 40 mil colaboradores e presença industrial em 14 países, com operações nas Américas, na Europa e na Ásia, as quais somam uma capacidade instalada superior a 25 milhões de toneladas de aço. É a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, anualmente, milhões de toneladas de sucata em aço. Com cerca de 140 mil acionistas, as empresas de capital aberto da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque, Madri e Lima.
 
X
 
Porto Alegre, 5 de maio de 2011.
Assessoria de imprensa – 51 3323-2170
imprensa@gerdau.com.br
www.gerdau.com.br
 
 
« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail