Gerdau lucra R$ 451 milhões no 1º trimestre com esforços de gestão e melhoria dos mercados

A maior demanda por aço nos mercados de atuação da Gerdau ampliou em 23% sua receita líquida consolidada no primeiro trimestre, para R$ 10,4 bilhões. As vendas físicas, no período, cresceram 8%, alcançando 3,9 milhões de toneladas, enquanto que a produção de aço atingiu 4,2 milhões de toneladas, volume 4% superior perante os primeiros três meses do ano anterior.

A geração de caixa operacional (EBITDA) consolidada ajustada, por sua vez, chegou a R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre, o que representa um crescimento de 74% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse bom desempenho foi influenciado pela expansão de 23% da receita líquida – um crescimento percentual maior que o de custos das vendas – e pela redução de 4% das despesas com vendas, gerais e administrativas. Todas as operações de negócios (Brasil, América do Norte, Aços Especiais e América do Sul) apresentaram crescimento do EBITDA superior a 50% no primeiro trimestre na comparação com os três primeiros meses de 2017. No primeiro trimestre de 2018, o lucro líquido ajustado da Gerdau foi de R$ 451 milhões, revertendo o resultado negativo ajustado de R$ 34 milhões no mesmo período do ano anterior. 

“O bom desempenho da Gerdau reflete nossos esforços de gestão e a melhora dos mercados, destacadamente o Brasil e a América do Norte. Fechamos os três primeiros meses de 2018 com lucro líquido ajustado de R$ 451 milhões, o melhor resultado trimestral dos últimos quatro anos. Seguimos, portanto, focados em nossas prioridades: ampliar a rentabilidade e competitividade de nossas operações, assim como reduzir o endividamento. Realizamos uma gestão austera do CAPEX e das despesas com vendas, gerais e administrativas, e conseguimos gerar fluxo de caixa livre positivo, que alcançou R$ 65 milhões no primeiro trimestre, revertendo um padrão histórico de sazonalidade no período. Além disso, melhoramos nossos indicadores de endividamento líquido, o qual caiu para 2,7x o EBITDA. Esse bom desempenho também reflete o profundo processo de transformação que estamos vivendo, marcado pela aceleração digital de várias frentes e pela continuidade da implantação da nova cultura empresarial”, afirma o diretor-presidente (CEO) da Gerdau, Gustavo Werneck.

Ao longo do trimestre, as vendas físicas para o mercado interno brasileiro (não incluem as unidades produtoras de aços especiais) somaram 996 mil de toneladas, um crescimento de 15% influenciado pela melhora da demanda da indústria. Já as exportações a partir do Brasil alcançaram 442 mil toneladas, 8% a mais em relação ao primeiro trimestre de 2017. 

As operações no Canadá, nos Estados Unidos e no México (não incluem usinas de aços especiais) comercializaram 1,7 milhão de toneladas no primeiro trimestre, apresentando expansão de 7% perante o mesmo período do ano passado. Já as unidades nos demais países da América do Sul (não inclui Brasil) contabilizaram 376 mil toneladas vendidas, patamar 23% menor frente ao primeiro trimestre de 2017, devido à desconsolidação da operação da Colômbia a partir de junho de 2017. Entretanto, mantendo a mesma base de comparação, ou seja, excluindo os volumes vendidos na Colômbia também no primeiro trimestre de 2017, as vendas físicas apresentaram um aumento de 5%. 

As vendas realizadas pela Operação de Negócio Aços Especiais (incluem usinas no Brasil, nos Estados Unidos e na Índia), por sua vez, totalizaram 514 mil toneladas, 17% superior em relação ao primeiro trimestre de 2017. 

Investimentos totalizam R$ 217 milhões no primeiro trimestre

No primeiro trimestre, foram investidos R$ 217 milhões em ativo imobilizado (CAPEX). Do total desembolsado, 43% foram destinados para a Operação Brasil, 37% para as unidades na América do Norte, 5% para as plantas dos demais países da América do Sul e 15% para a Operação Aços Especiais. 

No mês de março, foi aprovado pelo Conselho de Administração um dos principais investimentos a serem realizados em 2018: a ampliação da capacidade de produção e a atualização tecnológica da usina de Monroe (EUA), voltada para a produção de aços especiais. Serão investidos R$ 240 milhões, reforçando o compromisso da Gerdau com o importante mercado automobilístico da América do Norte. Ao final do investimento, a usina de Monroe terá capacidade de entregar 720 mil toneladas curtas de aço por ano

Outro destaque é o início da produção das peças para indústria eólica na joint venture Gerdau Summit, uma parceria com as empresas japonesas Sumitomo e Japan Steel Works, inaugurada no ano passado. Atualmente, as obras civis já estão concluídas e os equipamentos estão sendo instalados, atendendo ao cronograma previsto e com investimento inferior ao valor previsto. A produção deverá iniciar em junho e já foi iniciado o processo de homologação dos produtos junto aos clientes.

Pagamento de dividendos da Gerdau S.A. será realizado no dia 1º de junho 

No dia 1º de junho, a Gerdau S.A., com base nos resultados obtidos no primeiro trimestre, pagará antecipadamente o dividendo mínimo obrigatório na forma de juros sobre capital próprio. Serão destinados R$ 136,1 milhões para os acionistas da Gerdau S.A. (R$ 0,08 por ação), valor equivalente a todo o montante distribuído ao longo de 2017. Na Metalúrgica Gerdau S.A também haverá antecipação de dividendos no valor de R$ 39,1 milhões (R$ 0,04 por ação).

Sobre a Gerdau

A Gerdau é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro, atividades que ampliam o mix de produtos oferecidos ao mercado e a competitividade das operações. Além disso, é a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, anualmente, milhões de toneladas de sucata em aço, reforçando seu compromisso com o desenvolvimento sustentável das regiões onde atua. As ações das empresas Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri.

www.gerdau.com
www.facebook.com/GerdauSa 
@gerdau (http://twitter.com/gerdau)
www.linkedin.com/company/gerdau

Assessoria de imprensa - (11) 3094-4267


« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail