Gerdau inaugura a mais moderna siderúrgica produtora de vergalhões do Brasil

Com um investimento de R$ 500 milhões, a usina poderá produzir até 900 mil toneladas de aço por ano

O Grupo Gerdau inaugura hoje, em Araçariguama (SP), a mais moderna siderúrgica produtora de vergalhões do Brasil, a Gerdau São Paulo. Com um investimento de R$ 500 milhões, a usina poderá produzir até 900 mil toneladas de aço por ano. Ainda no segundo semestre de 2006 entrará em operação o laminador da Gerdau São Paulo, o qual terá capacidade instalada anual de 600 mil toneladas de vergalhões. Esta é a 30ª siderúrgica do Grupo Gerdau nas Américas.
 
A Gerdau São Paulo foi projetada para produzir mais aço em uma área menor. A produção por metro quadrado chega a ser 2,5 vezes maior do que a de uma usina tradicional. Isso ocorre porque a área de estocagem da Gerdau São Paulo é muito pequena, em razão da sua proximidade com o mercado consumidor, e a aciaria é totalmente integrada à laminação, o que não acontece em outras siderúrgicas.
 
O forno elétrico a arco utilizado na aciaria da Gerdau São Paulo – etapa em que o aço é produzido a partir da sucata – é o mais moderno do Brasil e um dos mais atualizados do mundo. O equipamento possui alta eficiência energética, chegando a ser até 10% mais econômico que os melhores modelos internacionais.
 
Além disso, o laminador da unidade será 15% mais produtivo que um convencional. A laminação, fase na qual o aço é transformado em vergalhões, ocorrerá em uma velocidade de 120 quilômetros por hora. O processo é on-line, ou seja, o aço será transformado em vergalhão e embalado para o consumidor automaticamente.
 
A Gerdau São Paulo conta ainda com um Mega Shredder, capaz de processar anualmente 600 mil toneladas de sucata ferrosa, principal matéria-prima para produção do aço. Esse volume corresponde a 750 mil veículos por ano. Existem apenas quatro instalações similares no mundo.
 
A siderúrgica possui uma subestação de energia com potência instalada de 140 megawatts, capaz de abastecer uma cidade de aproximadamente 400 mil habitantes. Uma linha de transmissão de energia passa dentro do terreno da Gerdau, o que contribuiu para a construção da subestação.
 
A logística da usina, localizada na Castelo Branco, próxima ao Rodoanel – que interligará as principais rodovias paulistas –, facilitará o transporte dos produtos até o consumidor e o recebimento de matérias-primas. A Gerdau São Paulo irá vender para todo o Estado, principal consumidor de produtos para construção civil do Brasil, responsável por 40% da demanda nacional de vergalhões. Devido à proximidade, a siderúrgica também fornecerá para o Norte do Paraná e para o Centro-Oeste. Essas regiões, juntamente com São Paulo, consomem anualmente 1,4 milhão de toneladas de vergalhões. A unidade deverá atender ainda Tocantins, Acre e Rondônia, locais que estão em pleno crescimento.
 
A inauguração da Gerdau São Paulo ocorre em um momento de expectativas positivas para o setor, devido ao pacote de incentivos à habitação anunciado recentemente pelo Governo Federal. Alguns materiais de construção passaram a ter isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), e outros, redução da alíquota. O governo também está ampliando o volume de recursos destinados para financiamento habitacional.
 
A Gerdau São Paulo empregará 500 pessoas diretamente e 2,5 mil indiretamente. Hoje, as obras na laminação envolvem mais mil profissionais.
 
Desenvolvimento sustentável
 
O projeto da Gerdau São Paulo recebeu expressivos investimentos em proteção ambiental, os quais somaram R$ 90 milhões. São tecnologias voltadas para proteger o ar, as águas e o solo, que foram instaladas ao longo do processo industrial.
 
Um moderno sistema de despoeiramento filtra as partículas geradas na produção do aço, o que garante a qualidade do ar. O sistema de recirculação e tratamento das águas industriais permite reaproveitar 97% de toda a água utilizada. Isso significa que apenas 3% do insumo usado é captado de rios devido à evaporação que acontece durante o processo produtivo. As áreas verdes somam 47 hectares, ou seja, 36% do espaço ocupado pela usina. Além disso, foram plantadas no local 47 mil mudas de árvores.
 
A Gerdau São Paulo já começou a apoiar as comunidades vizinhas. Participou da construção de casas populares, de posto de saúde, de escolas, de creches, de capela, de ginásio esportivo, de teatro, entre outros.
 
O Grupo Gerdau
 
O Grupo Gerdau é hoje uma empresa internacional, com unidades no Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos e Uruguai, assim como participações societárias na Espanha e nos Estados Unidos. É o 13º maior produtor de aço do mundo, segundo o ranking do International Iron and Steel Institute (IISI). Faturou no ano passado US$ 10,9 bilhões e produziu 13,7 milhões de toneladas de aço.

Assessoria de Imprensa – (51) 3323-2170
imprensa@gerdau.com.br
www.gerdau.com
 
Quinta-feira, 9 de março de 2006 
 
 
« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail