Projetos sociais da Gerdau se apresentam na comemoração do Dia do Patrimônio Histórico

Press release

No dia 17 de agosto, a Gerdau traz a Belo Horizonte seis projetos sociais apoiados pela Empresa no interior do estado. Todos irão se apresentar na comemoração do Dia do Patrimônio Histórico, realizado pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico – IEPHA, patrocinado pela Gerdau. O evento a céu aberto acontece entre de 8h e 17h30 na Praça da Liberdade e vai reunir as raízes culturais de cidades como Divinópolis, Ouro Preto, Ouro Branco e Barão de Cocais – onde a Empresa tem atuação.

Programação
O Projeto Fazendo Arte, de Divinópolis, se apresenta por meio da Orquestra de Violeiros às 10h45. Com início em 2001 e apenas 200 crianças e adolescentes, ele conta, desde 2003, com o apoio da Gerdau e da prefeitura de Divinópolis. Hoje, cerca de 1, 7 mil alunos participam de oficinas como artes plásticas, capoeira, viola caipira, flauta, violão, canto, teatro, contação de histórias e danças.

O Projeto Oca, realizado em Ouro Preto, se apresenta de 10h as 13h. Ele consiste no uso das artes do circo como pedagogia complementar junto aos jovens de famílias de baixa renda moradores de áreas de vulnerabilidade social. Realizado pela ONG OCA - Organização Cultural Ambiental, iniciativa apoiada pela Gerdau, contribui com a cultura e educação da juventude local.

O Projeto Luthier, com atuação em Barão de Cocais, se apresenta por meio da 1ª Orquestra de Viola Caipira do Mundo - “Jovens Luthier’s”, de 10h as 18h. Patrocinado pela Gerdau desde 2006, aulas gratuitas transformam a luthieria (arte de fabricar instrumentos musicais) e a musicalização em importantes ferramentas de inclusão social e promoção cultural para jovens de famílias carentes ou em situação de risco social.

O Projeto Acafro, há quatro anos em Ouro Branco e região, apresenta o seu show às 12h. Com o patrocínio da Gerdau, cerca de 200 alunos com idades a partir de cinco anos participam das aulas de capoeira, percussão, teatro e dança de rua.

A Escola de Música de São Brás do Suaçuí faz a sua apresentação às 15h. A entidade sem fins lucrativos desenvolve ações na área de ensino e divulgação da música erudita. Foi criada em 2001 por meio da parceria entre a sociedade organizada e o patrocínio da Gerdau, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. A escola promove a difusão e a democratização do acesso à música, cria alternativas de inserção,  promove o intercâmbio cultural e incentiva a carreira de jovens músicos.

A Casa de Música de Ouro Branco faz sua apresentação às 17h. A entidade sem fins lucrativos desenvolve ações na área de ensino e divulgação da música erudita. Criada em 2001 por um grupo de professores e pais de alunos, a entidade promove a difusão e a democratização do acesso à música, cria alternativas de inserção, promove o intercâmbio cultural e incentiva a carreira de jovens músicos.

Todas as iniciativas são direcionadas pelo Instituto Gerdau, responsável pelas políticas e diretrizes de responsabilidade social da Companhia.

Desde 1998, durante as comemorações pelo centenário do nascimento do historiador e jornalista Rodrigo Mello Franco de Andrade (Belo Horizonte, 1898-1969), comemora-se o Dia do Patrimônio Histórico no Brasil. Para a Gerdau, preservar o patrimônio cultural nas comunidades onde está inserida é um compromisso. Por isso, tem investido em     projetos e ações que promovam a educação por meio da cultura regional como forma de contribuir para o desenvolvimento sustentável das regiões em que atua. Para a Assessora de Programas Estratégicos do IEPHA e coordenadora do evento, Fátima Castro, “a ideia é trazer um pedacinho de cada cidade do interior para BH”.

Sobre a Gerdau
A Gerdau é líder na produção de aços longos nas Américas e uma das maiores fornecedoras de aços longos especiais no mundo. Possui 45 mil colaboradores e operações industriais em 14 países – nas Américas, na Europa e na Ásia –, as quais somam uma capacidade instalada superior a 25 milhões de toneladas de aço. É a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, anualmente, milhões de toneladas de sucata em aço. Com cerca de 130 mil acionistas, a Gerdau está listada nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri.

 
 
« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail