Gerdau São Paulo concede bolsas de estudo e abre vagas de estágio para alunos do ensino médio

• Os cinco melhores alunos da Escola Estadual Prof. Humberto Victorazzo, em Araçariguama, poderão participar do programa e adquirir experiência profissional na usina siderúrgica Gerdau São Paulo

A usina siderúrgica Gerdau São Paulo oferecerá bolsas de estudo em cursos técnicos e vagas de estágio para os cinco melhores alunos da Escola Estadual Prof. Humberto Victorazzo, localizada em Araçariguama, na região Sudoeste do estado de São Paulo. Chamado Juventude de Olho no Futuro, o projeto incentiva a melhoria do desempenho escolar e busca formar colaboradores especializados para a unidade Gerdau São Paulo, instalada no mesmo município que a escola. O programa é realizado anualmente.
 
Coordenado pelo Instituto Gerdau, que estrutura as ações de responsabilidade social da companhia, o projeto é realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Araçariguama. Os critérios para definição dos cinco melhores alunos da escola são melhor nota, freqüência, comportamento, comprometimento e participação em trabalhos voluntários. Os alunos serão avaliados por uma comissão formada por representantes da direção da escola, professores e colaboradores da Gerdau São Paulo.
 
As bolsas para o curso técnico em metalurgia incluem subsídio de 80% do valor do curso e todas as despesas com transporte. O curso tem duração de 18 meses, e os alunos poderão iniciar o estágio supervisionado na Gerdau São Paulo a partir do segundo semestre de aulas. Durante o período de estágio também receberão uma bolsa-auxílio, de valor compatível com o praticado no mercado.
 
“Atualmente, somos obrigados a trazer grande parte de nossos colaboradores de fora da região, dada a escassez de pessoal especializado”, diz o gerente-executivo da Gerdau São Paulo, Marcelo Englert. “O Juventude de Olho no Futuro vai fazer com que possamos formar nossos próximos colaboradores na própria cidade. Além disso, também ajudará a preparar mão-de-obra para as demais empresas da região do Sudoeste Paulista, que vêm experimentando um crescimento econômico cada vez maior.”
 
Para a escola, o projeto significa um incentivo aos alunos, proporcionando um melhor aproveitamento das aulas. “Queremos ter cada vez mais parcerias desse tipo com as empresas, pois a falta de interesse é um problema muito sério”, diz a vice-diretora da escola, Magali dos Santos Silva. “Agora, com o apoio do Grupo Gerdau, esperamos que os alunos demonstrem mais afinco nas aulas.” Segundo ela, apenas cerca de 40% dos alunos que iniciam o ensino médio na cidade conseguem se formar.
 
A Gerdau São Paulo e o Instituto Gerdau já desenvolvem um projeto semelhante em Pirapora do Bom Jesus, cidade próxima a Araçariguama, que já beneficiou 15 alunos, sendo que 12 deles trabalham na usina em Araçariguama. “Nosso principal objetivo é, de acordo com as diretrizes de responsabilidade social do Grupo, ampliar cada vez mais nossas ações na região, desenvolvendo projetos de acordo com as necessidades da comunidade”, finaliza Marcelo Englert.
 
Assessoria de Imprensa – (51) 3323-2170
imprensa@gerdau.com.br
www.gerdau.com.br
 
segunda-feira, 20 de agosto de 2007
 
 
« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail