Gerdau e Projeto Fred formam artesãs

Iniciativa busca oferecer possibilidade de renda extra e resgatar autoestima das participantes

Depois de quatro meses de aulas e muito aprendizado, a oficina de tapeçaria do Projeto Fred, iniciativa apoiada pela Gerdau, é concluída em Joaquim Murtinho, distrito de Congonhas. No último dia 11 de agosto, as 26 mulheres participantes da atividade estiveram na cerimônia de encerramento do projeto. Agora elas estão aptas a produzir, de forma autônoma e sustentável, as próprias peças artesanais.

Durante os encontros promovidos pelo Projeto Fred, uma equipe multidisciplinar – formada por assistentes sociais, artistas plásticos e professores – se dedicou ao desenvolvimento pessoal e profissional das alunas. De acordo com a superintendente executiva do projeto, Marizete Andrade, as mulheres concluíram o curso com a mesma motivação que marcou o início das atividades. "Tivemos 100% de aproveitamento. De forma individual ou em grupo, elas desejam dar continuidade ao trabalho e elas já estão atuando nesse sentido", afirma.

Muitas mulheres fizeram o curso com a expectativa de aprender um novo ofício e contribuir para o orçamento familiar, com o incremento de uma renda extra. É o caso da auxiliar de serviços gerais, Lidiane Márcia Antônio Guimarães, que acabou de concluir o curso e já faz planos para o futuro. "As aulas foram muito boas e proveitosas, estou produzindo novos tapetes, com a expectativa de vendê-los. Também já me coloquei à disposição para repassar o conteúdo do curso para outros interessados", afirma.

Além de Joaquim Murtinho, o distrito de Gagé, em Conselheiro Lafaiete, também recebe as oficinas do Projeto Fred. Nas comunidades de Mota e Miguel Burnier, distritos de Ouro Preto, cerca de 60 mulheres já participaram das aulas, no ano passado.

 

Projeto Fred

A iniciativa foi idealizada por Andréa Ambrósio, que criou o projeto, em 1998, inspirada pela história do irmão Frederico, que foi dependente químico e cumpriu pena de dez anos no sistema prisional, vindo a falecer depois de ter finalizado a sentença. Por isso, as atividades começaram nas penitenciárias e depois ganharam as comunidades do entorno, expandindo-se posteriormente por outras regiões de Minas Gerais e outros estados brasileiros.

O objetivo do Projeto é ensinar o ofício aos participantes para que eles tenham autonomia para produzir seus próprios tapetes e os comercializarem após a oficina. Além das oficinas de tapeçaria, por meio do Fred são desenvolvidas também aulas de dança de rua, customização de retalhos de pano, empreendedorismo e técnicas de ritmo, canto e produção. Ao longo dos 16 anos de atividades, o Projeto Fred já beneficiou mais de 27 mil famílias.


Sobre a Gerdau

A Gerdau segue os princípios do desenvolvimento sustentável e acredita que o crescimento de uma empresa está diretamente ligado ao relacionamento ético e socialmente responsável com todos os públicos com os quais se relaciona. Com mais de 114 anos de história e presente em 14 países, por meio de operações que atuam nas várias etapas da indústria do aço, a Empresa tem trabalhado em iniciativas voltadas à educação, mobilização voluntária e qualidade em gestão. Em Minas Gerais, que possui riquezas históricas e culturais, a Gerdau também apoia projetos voltados à preservação do patrimônio.

A Companhia é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro, atividades que estão ampliando o mix de produtos oferecidos ao mercado e a competitividade das operações. Com mais de 45 mil colaboradores, a Gerdau possui plantas industriais nas Américas, na Europa e na Ásia. ​

« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail